19/05/2014 16h25

Exportação de industrializados no Estado já ultrapassa US$ 1 bilhão no ano

Divulgação

De janeiro a abril deste ano, a receita com as exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul já ultrapassa a casa de US$ 1 bilhão, totalizando, no período, US$ 1,061 bilhão, montante 1% superior ao registrado no mesmo momento do ano passado, quando o montante foi de US$ 1,050 bilhão, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. No entanto, os valores oficiais das exportações de minérios de ferro e manganês dos meses de janeiro, fevereiro e março deste ano ainda não foram disponibilizados na base de dados do MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior).

Por outro lado, consultas realizadas com as empresas do segmento de mineração em Mato Grosso do Sul indicam que as exportações dos produtos mencionados alcançaram, no período indicado, o equivalente a 1,2 milhão de toneladas e, deste modo, a receita adicional estimada alcançaria o equivalente a US$ 96,6 milhões, o que elevaria o montante para US$ 1,157 bilhão. “As exportações de Mato Grosso do Sul vêm sinalizando a forte demanda mundial por produtos industrializados, decorrente do agronegócio no mundo. O Estado continua beneficiando-se disso, tendo como principais importadores a China, a Argentina, a Itália e a Rússia, países que estamos acompanhando a performance”, avaliou o diretor-corporativo da Fiems, Jaime Verruck.

Principais responsáveis

Ele acrescenta ainda que a exportação de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul tive um forte crescimento nos segmentos de “Celulose e Pape” e do “Complexo Carnes” nos primeiros quatro meses deste ano. “O Complexo Carnes, entretanto, foi o principal produto de exportação, superando, em ternos de receita, a celulose, o que pode indicar que durante o ano haverá uma disputa entre esses dois grupos”, avaliou, completando que um dos grupos que aguarda recuperação ao longo do ano é o de açúcar.

Com relação ao minério, Jaime Verruck reforça que os números podem ser superiores aos registrados oficialmente até o momento. “Os valores oficiais das exportações de minério de ferro e manganês de janeiro a março não foram disponibilizados, mas o Radar Industrial consultou as empresas e verificou a exportação, que está estimada em US$ 96,6 milhões, valor que, nos próximos meses, deve ser incorporado aos números oficiais”, estimou.

Evolução

Com receita equivalente a US$ 333,6 milhões, abril de 2014, registrou o melhor resultado já alcançado para o mês e o quarto melhor resultado em toda a série histórica da exportação de industrializados de Mato Grosso do Sul. Atrás somente dos meses de setembro de 2011, julho e setembro de 2013 com US$ 366,0, US$ 354,4 milhões e US$ 350,2 milhões, respectivamente. Quando comparado com os resultados de igual mês, ao longo da série, vale ressaltar que de janeiro de 2010 até agora foram registradas 43 quebras de recorde nas receitas de exportação. O que equivale a dizer que o recorde para o mês, ao longo desse período, foi quebrado em 82,7% das vezes.

De janeiro a abril de 2014 as maiores evoluções ocorreram, principalmente, nos grupos “Complexo Carne”, com receita de US$ 382,58 milhões e crescimento de 14,9%, e “Papel e Celulose”, com faturamento de US$ 364,25 milhões e alta de 22%. Também apresentaram bons desempenhos os grupos “Óleos Vegetais”, com receita de US$ 86,45 milhões e elevação de 51,6%, “Couros e Peles”, com ganho de US$ 67,87 milhões e salto de 35%, e “Alimentos e Bebidas”, com lucro de US$ 8,10 milhões e aumento de 101,2%.

Dourados Informa / Fiems

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do iFato.