05/12/2017 15h21

Indígenas seguem com bloqueio após quase quatro horas

Polícia Rodoviária Estadual está no local do bloqueio. Foto: Divulgação/PMR

O grupo de indígenas que bloqueia a Perimetral Norte, em Dourados segue no local, sem previsão de liberar a via. As informações são da Polícia Militar que junto a Polícia Rodoviária Estadual acompanha a ação nesta terça-feira (05).

Cerca de 10 famílias optaram pelo manifesto no trecho entre a avenida Presidente Vargas e a Penitenciária Estadual, após serem retiradas de uma propriedade rural às margens da Perimetral.

De acordo com o coronel Carlos Silva, comandante do 3° BPM (Batalhão de Polícia Militar), o protesto é pacífico e crianças também estão na via. Não há engarrafamento no local, pois um desvio está sendo feito pelos policiais em um ponto anterior ao bloqueio.

Informações da (PMR) Polícia Militar Rodoviária ao Dourados News nesta terça-feira constam que um líder do movimento solicita a presença do Ministério Público para tratativas. A manifestação começou por volta das 11h.

Ainda conforme a PMR, neste momento a equipe está desviando trânsito no mini anel do trevo da MS-156 a BR-163.

Quanto a possibilidade de retirada do grupo do local, o comandante da PM explica que não deve ocorrer. Tal desdobramento, segundo ele, só é feito apenas “se o grupo permanecer por muito tempo no local”, cita.

“Eles tem o direito de protestar e os cidadãos tem o de ir e vir. Enquanto for pacífico o ato e por não ter longa duração, não há motivos para retirada”, cita.

Desocupação

Na manhã desta terça-feira (05), policiais federais cumpriram mandado de reintegração de posse em área ocupada por indígenas, na Perimetral Norte.

O local compreende uma propriedade rural no trecho entre a MS-156 e a Penitenciária Estadual.

O clima ficou tenso por alguns momentos durante a desocupação.

Policiais militares da Força Tática, Getam (Grupo Especializado Tático Motorizado) e Canil, com o auxílio do Corpo de Bombeiros apoiaram a ação.

Do Dourados News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do iFato.