17/11/2017 06h19

PMDB adia convenção para dezembro após escândalo envolvendo André

André Puccinelli sendo conduzido pela PF. Foto: Midiamax

O PMDB decidiu adiar para dezembro a convenção estadual que seria realizada depois de amanhã (18) em Campo Grande. Na ocasião, o ex-governador André Puccinelli assumiria a presidência estadual do partido no lugar do deputado estadual Junior Mochi.

O encontro ficou agendado para o dia 2, porém, local e horário ainda não foram definidos, segundo comunicado encaminhado na tarde desta quinta-feira pela assessoria de imprensa da sigla.

A decisão se dá dois dias após a prisão do ex-governador durante a 5ª fase da Operação Lama Asfáltica, denominada Papiros de Lama.

Puccinelli acabou levado pela Polícia Federal em cumprimento a mandado de prisão preventiva contra ele e o filho, André Puccinelli Júnior, porém, ambos conseguiram habeas corpus pouco mais de 24h depois de serem levados e estão em liberdade.

André Puccinelli era, pelo menos até deflagrada a operação, o principal nome do PMDB na disputa eleitoral do ano que vem ao cargo de governador.

Papiros de Lama

Investigações apontaram desvios de R$ 235 milhões e pagamento de propina na ordem de R$ 20 milhões ao ex-chefe do Executivo, considerado como o comandante do esquema fraudulento.

Do Dourados News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do iFato.