08/09/2017 00h05

Exportação de milho em agosto é a maior para o mês em 20 anos

Colheita de milho (Foto: Divulgação/Governo Federal)

Com a expansão para novos mercados, as exportações sul-mato-grossenses de milho quintuplicaram em agosto na comparação com igual período de 2016. De acordo com o Mdic (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), a receita alcançou US$ 91,87 milhões no mês passado, o maior valor desde o início da série histórica, em 1997.

Em agosto deste ano, Mato Grosso do Sul embarcou 598,28 mil toneladas de milho a outros países. No mesmo mês de 2016, foram exportados 121,74 milhões de toneladas do grão. O volume, cinco vezes maior, corresponde a disparada de 391%.

Essa quantidade proporcionou receita de US$ 91,87 milhões, valor 382% superior aos US$ 19,04 milhões, contabilizados em agosto do ano passado.

Esse crescimento se relaciona à expansão para novos mercados e aumento das vendas em outros. Entre os novos compradores, está a Espanha, que adquiriu 183 mil toneladas de milho de Mato Grosso do Sul em agosto. A receita resultante foi de US$ 27,99 milhões.

O Japão aumentou a compra de 23,88 mil toneladas (agosto de 2016) para 75,79 mil toneladas (mesmo mês deste ano) de milho do Estado. A receita, no mesmo comparativo, subiu de US$ 3,65 milhões para US$ 11,87 milhões.

Bangladesh também elevou as compras do grão significativamente: de US$ 2,02 milhões para US$ 11,09 milhões. O volume correspondente passou de 13,95 mil toneladas para 71,19 mil toneladas.

Acumulado – Mesmo com os números expressivos de agosto, a receita com as exportações de milho totalizaram, neste ano, US$ 119,83 milhões, abaixo dos US$ 248,17 milhões, acumulados de janeiro a agosto de 2016. Isso se deve ao fraco desempenho dos meses anteriores.

Do Campo Grande News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do iFato.