28/12/2017 16h35

Construção do Hospital Regional de Dourados já conta com R$ 30,2 milhões

O Ministério da Saúde empenhou nessa quarta-feira, dia 27 de desembro, uma emenda destinada a construção do Hospital Regional (HR) de Dourados no valor de R$ 11,7 milhões. Esse empenho soma-se a outros, realizados anteriormente em valores globais de R$ 18,5 milhões garantindo R$ 30,2 milhões em recursos para o Governo do Estado executar a obra. A emenda empenhada na quarta-feira foi apresentada pela bancada de senadores e deputados federais de Mato Grosso do Sul, atendendo a luta do deputado Geraldo Resende (PSDB). A garantia do empenho da emenda coletiva também contou com o trabalho técnico e político do coordenador da Bancada, senador Waldemir Moka (PMDB) e sua equipe de assessores. 

O Hospital Regional atenderá pacientes dos 34 municípios das regiões da Grande Dourados, Conesul e faixa de fronteira. Segundo Resende, "este empenho é uma grande vitória para a população de Dourados e demais regiões e fruto de um trabalho árduo que uniu esforços do nosso mandato, dos demais parlamentares coordenados pelo senador Moka, como também do envolvimento pessoal do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Estive em reuniões na tarde de hoje, no Ministério da Saúde para assegurar esta vitória para Dourados", afirmou.

O projeto de construção do Hospital Regional de Dourados quase foi abandonado como consequência da ameaça de cancelamento de uma emenda parlamentar, no valor de R$ 4,4 milhões, empenhada em 2014.  O deputado Geraldo Resende trabalhou na conquista de um novo recurso de R$ 15,7 milhões para recompor valores efetivamente cancelados. Nos últimos três anos, o parlamentar e o governador Reinaldo Azambuja realizaram diversas gestões no Ministério da Saúde e conseguiram impedir e reverter o cancelamento dos recursos, confeccionar e aprovar os projetos técnicos, possibilitando a continuidade do convênio de 2014, a celebração de um novo convênio em 2016 e os empenhos, que possibilitarão o início da obra.

A Unidade Especializada significará um investimento de mais de R$ 51 milhões. Este valor conta com a contrapartida do Tesouro Estadual de R$ 8,1 milhões. Além dos mais de R$ 27 milhões assegurados por Resende, ainda existem as emendas já empenhadas de R$ 7,6 milhões do senador Waldemir Moka (PMDB) e de R$ 3,4 milhões do deputado Dagoberto Nogueira (PDT). Para as próximas etapas da edificação, já existe o compromisso da bancada do Estado para a destinação de valores para o Orçamento de 2020.

No dia 24 de novembro, o Governo do estado havia publicado no Diário Oficial do Estado a abertura da licitação para a construção do HR. A modalidade da licitação será a do tipo "menor preço" e os envelopes serão abertos no dia 09 de janeiro.

O Hospital Regional de Dourados será ponto de atenção, prioritariamente, da Rede de Atenção às Urgências e Emergências, da Rede de Atenção às Pessoas com Doenças Crônicas e da Rede da Pessoa com Deficiência. A unidade de referência terá perfil assistencial de hospital geral, que priorizará as linhas de cuidados de urgência/emergência, cardiologia, nefrologia, oftalmologia e cirurgia geral.

A unidade será contemplada com leitos distribuídos em enfermaria masculina e feminina, de isolamento, UTI adulto, isolamento UTI adulto, UTI pediátrica, isolamento UTI pediátrico, leitos de observação adulto, centro cirúrgico e obstétrico, farmácia, unidade de nutrição, anexo de serviços, pronto atendimento e observação de isolamento, recuperação e pós-anestésica e recuperação de endoscopia, totalizando 71 leitos e 6.022 m² de área.

Do Dourados News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do iFato.