10/07/2016 00h03

Snapchat é processado por causa de posts com conteúdo sexual

Foto: Reprodução

Um garoto de 14 anos e sua mãe abriram processo contra o Snapchat nos Estados Unidos porque o app permite, sem qualquer aviso, a circulação de conteúdo inapropriado para menores na aba "Discover".

O caso foi aberto num tribunal da Califórnia. No documento, os reclamantes indicam vários artigos que têm os adultos como público alvo, mas que estão disponíveis também para os menores. Um dos exemplos é um post do BuzzFeed que usa quadros de filmes da Disney para tratar de forma bem explícita sobre sexo - tanto que seu título é: "23 imagens que são muito reais se você já fez sexo com um pênis."

"Milhões de pais nos Estados Unidos estão hoje desavisados de que o Snapchat está organizando e publicando este conteúdo profundamente sexual e ofensivo às suas crianças", diz a ação. Em conversa com o The Verge, o Snapchat discordou desse ponto de vista: "Nossos parceiros do Discover têm independência editorial, algo que nós apoiamos."

O Verge faz parte da Vox Media, que produz conteúdo para o Discover. Baseado em fontes não identificadas, o site afirma que o Snapchat de fato deixa a criação do material por conta dos parceiros, mas costuma influenciar pesadamente o tom que será usado nessas publicações.

Hoje a App Store classifica o aplicativo como ideal para usuários a partir de 12 anos, mas avisa que pode haver conteúdo sexual, nudez, referências a álcool e drogas. O que a ação quer - além de uma penalização civil - é que o Snapchat implemente um sistema que avise sempre que esse tipo de material surgir.

 

Olhar Digital

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do iFato.