02/12/2015 08h07

Sul-mato-grossense Fael Cordeiro está noivo e aumenta fortuna com fazendas e boates

Fael Cordeiro ao lado da noiva, Cibele (Foto: Reprodução/Instagram)

Muitos participantes do "Big Brother Brasil" saem do confinamento com uma meta: ser famoso. São muitos os que querem prolongar seus minutos de fama. Fael Cordeiro, vencedor da 12ª edição do reality show, integra outro grupo: aqueles que quiseram voltar imediatamente para o anonimato. Só que ele, no caso, voltou para a rotina com um ótimo bônus: o prêmio de R$ 1,5 milhão.

"Nunca quis ser famoso, não é a minha. Não entrei no programa para isso, me inscrevi pela grana. Meu objetivo sempre foi ganhar dinheiro, viver tranquilamente e ser feliz, sem perturbação", diz o "cowboy" em entrevista ao EGO.

Aos 29 anos recém-completados, Fael investiu seu prêmio em negócios e hoje vive da renda gerada pelos empreedimentos. Ele é dono de duas fazendas de criação de gado e plantação de soja, possui há um ano uma boate especializada em música sertaneja na cidade onde mora, Dourados (MS), e já planeja abrir uma filial da casa em 2016 em Balneário Camboriú (SC).

"Sou eu quem cuida de toda a parte financeira dos meus negócios. Sempre fui bom com números e administro tudo de perto", conta ele. "Tive a ideia das boates depois de uma conversa com amigos e me animei. É um ramo bom, que dá um retorno bacana", explica o ex-BBB, dono da Colt Pub, sem entrar em detalhes sobre faturamento.

Para cuidar dos negócios, Fael conseguiu uma ajuda perfeita: sua noiva é administradora de empresas e advogada. O casal se conheceu através de amigos em comum e, quando o relacionamento ficou sério, o ex-BBB levou a então namorada para trabalhar com ele. "Dei sorte de arrumar uma mulher que é minha companheira e me ajuda na parte burocrática, como contratos, por exemplo. Sou um zero à esquerda com isso", assume ele, bem-humorado.

Juntos há um ano, eles ficaram noivos há três meses. "Pedi a mão dela em casamento ao entardecer, numa festa realizada na minha fazenda. Foi bonito demais", relembra Fael, que vai fazer a festa de casamento - bem tradicional - no mesmo local. "Mas ainda não temos data", frisa.

Política e fama descartadas
Em 2014, Fael se candidatou ao cargo de deputado estadual em Mato Grosso do Sul, mas não foi eleito. Ele conta que não pretende concorrer novamente. "Eu tinha que passar por isso, não me acovardei. Todo mundo falava que ia ser uma boa para mim... Se não tivesse me candidatado, ia ficar pensando a vida inteira nisso, como teria sido", pontua.

"Agora não penso mais porque no Brasil todo mundo que é ligado à política é taxado como ladrão ou corrupto. Não quero isso para mim, sabe? Sou um bom pagador, honesto, tenho crédito na praça, pago bem meus funcionários. Não quero jogar minha reputação na lama. Estou muito bem resolvido com meus negócios", gaba-se.

Fael também recebeu convites para ser comentarista de um programa de TV sobre rodeios, assunto que ele domina. Depois de pensar muito, desistiu da ideia. "Eu ia ter que me mudar para São Paulo e tomaria muito tempo para ter um retorno financeiro baixo. Muita gente abraçaria esse projeto para aparecer na TV, mas não é o meu caso", diz.

Da época do "BBB", ele conta que ainda mantém contato quase diário com Jonas Sulzbach e João Maurício. "São grandes amigos que o programa me deu. Quando vou a São Paulo, fico na casa do Jonas".

Com a espanhola Noemí Merino, com quem Fael teve um breve affair na casa, nunca mais falou. "Depois que saí do confinamento, ainda a encontrei, mas foi aquela confusão. Nem conversamos direito. Depois tentamos manter contato por um período, mas a vida nos levou para locais diferentes", explica ele sobre a jovem que acaba de posar nua pela quarta vez em seu país.

 

do Ego

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do iFato.